16 de julho de 2020

SINAPROF defende conclusão do ano lectivo nas escolas com condições exigidas

Bissau, 16 jul 20 (ANG) – O Sindicato Nacional dos Professores (SINAPROF) alerta ao Ministério da Educação sobre a necessidade de se concluir  o ano lectivo 2019/2020 nas escolas que reúnem condições exigidas pelo Ministério  da Saúde Pública e Alto Comissariado de Luta Contra o Covid-19.

A advertência, segundo a Rádio Sol Mansi foi feita hoje pela Presidente da Rede Nacional das Mulheres do  SINAPROF durante a abertura do seminário de Formação de Formadores  Sindicais e de Capacitação de Associados de Base.

 De acordo com  Eugénia Rodrigues, o Ministério de Educação em conjunto com o de Saúde  devem visitar escolas para identificar aquelas que dispõem de condições para concluir o ano escolar 2019/2020 e fazer a sua divisão por turma, caso tenha  um número elevado de alunos.

Sugere que  uma parte de alunos  presencie as  aulas uma semana e outra na semana seguinte,  assim sucessivamente.

“Sabemos que nem todas as escolas   funcionaram a partir de Janeiro até outubro, mas temos algumas escolas que leccionaram durante este período e devem concluir o ano. Por exemplo, as escolas públicas de auto gestão, de formação e privadas”, indicou Eugénia Rodrigues.

Por sua vez, o Presidente do Sindicato Democrático de Professores (SINDEPROF)  Domingos de Carvalho disse que os professores estão disponíveis para regressar as salas de aulas se houver condições de segurança.

Em relação a intenção do Ministério da Educação de contratar mais de dois mil professores, o sindicalista elogiou a iniciativa, que segundo ele vai contribuir para a melhoria uma vez que o sector se depara com insuficiência de docentes tendo em conta ao crescimento populacional.

Na semana passada, o governo suspendeu a retoma das aulas no país, por alegada falta de condições para o cumprimento das medidas de prevenção contra a covid-19. 

ANG/LPG/ÂC//SG

Sem comentários:

Publicar um comentário