27 de março de 2020

CORONAVÍRUS - Covid-19: Meio milhão de casos com os Estados Unidos na liderança

Os Estados Unidos têm o maior número de casos de Covid-19 com mais de 85 mil pessoas infectadas. © AFP  Texto por: Marco Martins

A quinta-feira 26 de Março acabou por marcar a historia da pandemia de Covid-19 com o número de casos a ultrapassar a barreira dos 500 000 infectados, isto num momento em que os Estados Unidos passaram para a liderança deste ranking pouco glorioso.

199 países e territórios estão hoje contaminados pela pandemia do Covid-19. O número de casos confirmados também continua a aumentar e já ultrapassámos os 500 000 infectados.

Estados Unidos na liderança

Meio milhão de pessoas estão contaminadas e a China já não ocupa o primeiro lugar.

Pelo quarto dia consecutivo os Estados Unidos ultrapassaram os 10 mil casos, tendo-se fixado em 17 224, um recorde, na quinta-feira. No total são mais de 85 mil pessoas infectadas no país. A China desceu para o segundo lugar com 81 285 e a Itália está a terceira posição com 80 589.

Estas três Nações são as únicas a terem ultrapassado os 80 mil casos.

De notar que em França o número de casos aponta agora para os 29 155, enquanto o primeiro país africano é a África do Sul com 927 infectados, sendo que o território sul-africano deplora hoje as duas primeira vítimas mortais.

Itália ultrapassou os 8 200 mortos

No que diz respeito ao número de mortos, Itália continua numa situação dramática, tendo ultrapassado os 8 200 mortos. Espanha segue nesta classificação macabra com 4 365 mortes, à frente da China com 3 287.

A França contabiliza neste momento 1 696 mortos, enquanto os Estados Unidos têm 1 295 mortes. O país africano com mais mortos é a Argélia com 25, à frente do Egipto que tem 24.

120 mil pessoas curadas

Tirando um pouco a negatividade dos números, podemos lembrar que mais de 120 mil pessoas se curaram após terem sido infetadas pelo novo coronavírus.

A China é quem contabiliza o maior número de pessoas que recuperaram da doença com mais de 74 mil. Irão e Itália seguem com mais de 10 mil.

Mais de 4 900 pessoas também recuperaram em França, enquanto o Egipto é o país africano com o maior número de pessoas curadas com 102, à frente da Argélia com 29.

RFI

Sem comentários:

Publicar um comentário